Missão Palotina - 2015 | Testemunho Tammy Takamoto (Niterói)

Creio que cada missão tem sua missão em nós e no outro. Mas nas missões que já fiz e nesta, em especial, falou muito forte em mim a esperança​ e a falta dela.

Acredito que levar o Cristo ao próximo, é levar esperança. Não existe nada mais triste do que ver uma pessoa que perdeu as esperanças, em Deus, na vida e principalmente em si mesma.

Nesta missão encontrei muitas pessoas feridas pelas circunstâncias da vida e pude ver no rosto de cada uma delas a desesperança... nossa! Isso me mata por dentro! Me arrasa ver a desesperança, pois um dia ela também me alcançou e sei o quanto dói; e sei, também, o quão trágico pode ser o fruto da falta de esperança! Mas também me alegro pois sei que é possível mudar. Sei, pois um dia conheci aquEle cujo amor tudo supera, e aprendi que só nEle somos plenificados. E poder ser uma fagulha de esperança para quem quer que seja, me enche de alegria...

De Tammy Takamoto
Por mais contraditório que pareça, foi no olhar das pessoas mais enfermas que eu encontrei  mais esperança. Pude contemplar Deus e sua divina pedagogia em que muitas vezes, permite ferir o corpo para curar a alma. E como isso me dá forças para seguir em frente, olhar para minha vida, para a minha realidade e ver o quão pequenos são os meus problemas e poder, aí, agradecer a Deus e pedir perdão por tanta ingratidão.


Senhor, gratidão por contemplá-Lo no próximo, gerar vida nova em mim, nova esperança e seguir, agora já sem temor... viver e revelá-Lo, até o último suspiro."

Tammy Takamoto











Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Formação Jovem Palotina 2017

Sobre a causa dos santos da família palotina