Missão Palotina - 2015 | Testemunho Andreza Barroco (Rio de Janeiro)


Quando fui chamada para participar da Missão Palotina, vieram muitos pensamentos como: "O que vou dizer?", "Como farei?", "Mas eu sou tímida, como vou conseguir falar?". Mas, não hesitei em dizer sim ao convite. Só consegui participar da Missão no domingo (31/10) e só tenho a dizer que foi, realmente, incrível.

Fomos às ruas para reavivar a fé e reacender a caridade, como São Vicente Pallotti pedia. A príncipio achei que iríamos com o intuito de reavivar a fé nas casas que visitaríamos, mal sabia que essa Missão aumentaria a minha fé.

Jamais esquecerei o olhar da Dona Albertina, uma senhora simples mas com o coração gigante. Que, apesar de tudo que aconteceu em sua vida, não deixou de dedicar seu amor e devoção à Deus. Com pouco tempo de conversa e eu já não conseguia segurar minhas lágrimas. Ali, naquela casa, eu aprendi uma lição que vou levar pra minha vida inteira, uma lição de amor e fé, que não importa as circunstâncias que estamos, que não importa o que aconteça, quando vamos com amor e fé, caminhamos bem. E naquele longo abraço, em que ela só disse pra permanecer firme com Deus, meu coração teve certeza que tomei a decisão certa, a de dedicar minha vida ao Senhor.

Saí de lá emocionada. Todas as casas que abriram as portas fosse pra rezar do portão, da varanda, dentro de suas casas, todas marcaram de diferentes formas. E foi neste fim de semana que Deus me fez um chamado para fazer Crisma, um chamado que já estava despertando desde o Festival em Guapimirim.

Essa Missão trouxe muitas lições, muitas histórias, muitos amigos e irmãos que quero estar sempre próxima. Agradeço a Deus por me escolher, por cada pessoa que passou por mim neste fim de semana, por ter me aproximado de quem eu já conhecia, por poder fazer parte dessa Missão e por poder propagar o amor do nosso Senhor pelo mundo.


Andreza Barroco








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Formação Jovem Palotina 2017

Sobre a causa dos santos da família palotina