Exercícios Espirituais - II Semana (Noviciado Palotino 2013)

Os noviços palotinos da América do Sul fazem a II Semana dos Exercícios Espirituais.
 
 
Humildade – uma modalidade do amor


O serviço fraterno é o primeiro gesto de amor que Cristo ensinou a seus discípulos: “amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.
“Aquele que quiser ser o primeiro, que seja o servo de todos”.
 
O próprio Cristo dá testemunho de que Ele não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida em resgate de muitos (Mt 20, 28). Podemos constatar o fruto da sua pregação na celebração de quinta-feira santa em que Ele lava os pés de seus discípulos, e, ao mesmo tempo, convidou-os para que também eles fizessem a mesma coisa (Jo 13, 14).
 

Servir o irmão não é uma tarefa fácil, precisa, antes de tudo, muita humildade e força de vontade para não servir-se dele.
São Pedro exorta a todos que querem viver o amor: “sejam humildes” (1Pd 3, 8), pois a humildade leva a pessoa a viver a abnegação cristã. Portanto, diante de um pedido de honrarias da parte de alguns discípulos que queriam sentar-se um à direita e outro à esquerda são exortados a ocuparem o último lugar (Mc 9, 35).
O modo evangélico de colocar-se diante do outro é através da humildade e das ações concretas no dia-a-dia, como a mãe que não esconde a alegria de servir o filho.
Só é possível o crescimento comunitário, na medida em que haja disposição entre as pessoas para lavarem os pés uns dos outros. São através dos pequenos gestos que cada um pode mostrar o seu profundo desejo de realizar aquilo que fora recomendado por Cristo: “amai os vossos inimigos e fazei o bem aos que vos amaldiçoam”.
O humilde reconhece que tudo o que possui é graça. Ele tem consciência de que é Deus quem o procura e que sempre o perdoa e que está sempre pronto para começar tudo de novo.
Deus é um eterno apaixonado pela criatura humana, feita à sua imagem e semelhança. Por isso, submeteu-se às piores humilhações ao assumir a natureza humana para que o homem pudesse ter um rosto resplandecente como o Seu. Deus ama porque o Seu amor deve expandir-se, e a melhor forma de expansão se dá através do amor mútuo, no serviço gratuito, no morrer pelo outro como o fez Cristo.
 
Pe. Valdeci Antônio de Almeida, SAC (deuscaridade)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O melhor... e o pior de mim