Ordenação Diaconal do confrade Rafael Moura de Oliveira SAC

"Aqueles que exercem bem o diaconato conquistam para si mesmos um posto de honra, bem como muita segurança fundada na fé em Cristo Jesus." (I Tm 3,13)




A Sociedade do Apostolado Católico muito se alegrou com a Ordenação Diaconal do Confrade Rafael Moura de Oliveira SAC, que aconteceu no último sábado (17/12) na Igreja de Nossa Senhora da Conceição - conhecida também como capela da fonte - em Itaipu, Niterói.


A Concelebração Eucarística foi presidida por Sua Excelência Reverendíssima, Dom José Francisco Rezende Dias, Arcebispo de Niterói, e concelebrada pelos padres Palotinos de nossa Região da Mãe da Misericórdia.



A Liturgia da Palavra da Missa de ordenação traz leituras apropriadas, donde são exaltadas as qualidades dos ministros que recebem de Deus os carismas para o crescimento de toda a Igreja.





Com o rito de Ordenação Diaconal, o seminarista Rafael Moura SAC ingressou na ordem clerical, naquela categoria de servidor do Evangelho que se iniciou  com os primeiros sete diáconos ao receberem a imposição das mãos dos próprios Apóstolos.


Alguns momentos marcantes da ordenação são: os propósitos do eleito, que interrogado pelo Bispo assume os compromissos de fidelidade na imitação ao Cristo servidor; de colaborador da Ordem Sacerdotal para o bem do povo cristão; de proclamar a fé conforme o Evangelho e a Tradição da Igreja; de guardar perpetuamente o celibato e de ser perseverante e fiel na oração da Liturgia das Horas, em comunhão com toda a Igreja.



Com as mãos entrepostas nas mãos do Bispo, a promessa de respeito e obediência ao Bispo Diocesano e ao legítimo Superior concluem os propósitos do Eleito.


Temos a prece litânica (ladainha de todos os santos), onde os presentes pedem que Deus derrame sua bênção sobre o eleito, que se prostra em sinal de súplica.

 
Pela imposição das mãos e Oração Consecratória, o Bispo confere ao eleito a ordem do diaconato.




O Neo-Diácono é revestido com estola e Dalmática (veste própria dos diáconos).



A entrega do Livro dos Evangelhos tem um duplo significado: o acolhimento da palavra que o Diácono se torna mensageiro; a  busca pela conformação da vida ao que essa mesma palavra ensina.


Expressando a união no Sacramento da Ordem e em forma de acolhida, o Bispo saúda o Neo Diácono.


A Ordenação de mais um Diácono é uma alegria para a comunidade da qual ele faz parte e para toda a Igreja, pois aprendemos que do Cristo, servo obediente e cheio de misericórdia, brotam todos os ministérios; e Ele mesmo, escolhendo os dispensadores dos dons divinos, reveste-os com variedade de dons e carismas para edificar a Igreja.




O Diaconato, nesse caso chamado de transitório porque precede ao Presbiterato, é o primeiro grau do sacramento da Ordem. 


Nos agradecimentos, ao final da celebração, o agora Diácono Rafael Moura SAC convidou a todos os presentes a rezar pelas vocações religiosas, em um gesto significativo.


Rezemos também nós pelo nosso novo Diácono, pelas vocações sacerdotais, religiosas e missionárias e pelo crescimento da Igreja de Cristo.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O melhor... e o pior de mim